domingo, 26 de fevereiro de 2017

Sorteios de premiação de 2016 não foram realizados e Parnahyba ficou prejudicado



Secretário Municipal de Esportes Maksuel Brandão
Um novo capítulo se vislumbra no caso da emblemática falta de pagamento do sorteio da premiação da Nota Fiscal Parnaibana ao time de futebol Parnahyba Sport Club. Desde agosto do ano passado, quando o programa era gerenciado pelo então prefeito Florentino Neto, o valor mensal do prêmio orçado em 30 mil reais deixou de ser pago ao time que vinha vencendo os últimos certames.

Após o diretor do time, Batista Filho, juntamente com os vereadores Carlson Pessoa (PPS) e André Neves (PDT) terem se reunido com o prefeito Mão Santa, o gestor autorizou o pagamento de R$ 30,00 referente ao mês de agosto, cujo resultado consagrando o Parnahyba como vencedor, havia sido publicado no Diário Oficial do Município. No entanto, o prefeito ficou impossibilitado de aprovar o pagamento das quatro parcelas restantes pelo fato de os resultados dos meses de setembro a dezembro de 2016 não terem sido publicados.

Hoje pela manhã (24), o secretário de Esportes Maksuel Brandão esteve na Secretaria Municipal da Fazenda a fim de saber o motivo da não publicação dos outros certames e foi informado de que os sorteios nem chegaram a ser realizados. Conforme informou o atual auditor fiscal do município e que em 2016 atuava como coordenador de receita, Orlando Cardoso, no dia 10 de outubro, data em que deveria realizar o sorteio alusivo ao mês de setembro, foi orientado a aguardar a expedição de uma nova lei que iria anular a vigência do programa Nota Fiscal Parnaibana. Entretanto, o tempo foi passando e ele nunca obteve uma resposta concreta quanto a decisão definitiva.

“A ordem que recebi foi para não realizar o sorteio porque sairia uma nova lei anulando a que estava em vigor. Fiquei cobrando, mas essa lei nunca saiu, por isso o sorteio não aconteceu, logo não há vencedor”, explica Cardoso.

Diante deste fato, caberia ao Parnahyba ingressar com uma ação na justiça requerendo a possível premiação. Para honrar com os compromissos financeiros do clube que joga pelo Campeonato Piauiense 2017, o secretário Brandão disse que uma das alternativas que ele irá sugerir ao clube será a solicitação da liberação de uma subvenção social no valor de R$ 250 mil reais que o ex-vereador Gerivaldo Benício destinou ao clube. A direção do time também poderá requerer uma verba no valor de 20 mil reais de uma emenda impositiva da vereadora Neta Castelo Branco
Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esses comentários não refletem a opinião do Blogueiro.

Total de visualizações de página